Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Malala Yousafzai

Malala Yousafzai

mulher deserto.jpg

(foto retirada de Unsplash)

Hoje vou contar-vos a história de uma jovem que mudou o mundo.

Num vale pacífico, no Paquistão, vivia uma menina chamada Malala Yousafzai. Malala era uma criança que adorava ir à escola e acreditava em magia. Todas as noites, dizia:

-“Quem me dera ter um lápis mágico, capaz de mudar o mundo!”

Um dia, terríveis homens, os talibãs, tomaram posse do vale, onde ela vivia e declararam em voz alta:

-As raparigas estão proibidas de frequentar a escola, para sempre!  

Malala ficou muito triste e também frustrada e chegou mesmo a divulgar essa situação injusta na internet e, mais tarde, na televisão.

-Os talibãs querem fechar as escolas femininas e tirar às mulheres o direito à educação, mas eu não vou deixar!      

No dia 9 de outubro de 2012, com 15 anos, Malala entrou no autocarro da escola, como se fosse um dia normal.

De repente, o autocarro foi mandado parar por dois talibãs que perguntaram:

-Qual de vocês é a Malala? Ninguém respondeu, mas, quando as amigas olharam para ela, os homens dispararam e acertaram-lhe na cabeça.

Malala foi levada para um hospital, onde permaneceu em estado grave.

Ela sobreviveu ao atentado e tornou-se o rosto da causa pelo direito à educação.

Aos 16 anos discursou:

«Os nossos livros e as nossas canetas são as armas mais poderosas. Uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo. A educação é a única solução!» 

Malala foi a pessoa mais jovem da história a receber o Prémio Nobel da Paz pelo seu esforço e coragem na defesa dos direitos humanos das mulheres.

André Domingues, 6.ºA

Professora Lina Marques, Cidadania e Desenvolvimento

2 comentários

Comentar post

Mais sobre este Cais

Selo BloguesEDU

Dica do dia

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D