Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Castanhas assadas, quentes e boas! Pela turma do 4.º A, da EB de Albergaria.

São Martinho vai comer

Umas castanhas a valer

Castanhas não vão faltar

Já estão  na fogueira a saltar.

                                                                 Ana Rita

 

São Martinho, São Martinho

Muitas castanhas vou assar

Mas primeiro quero-as  ver

Na fogueira a bailar.

                                                               Inês

 

Acende-se a lareira

Ou faz-se uma fogueira

As castanhas ficam tão boas

Que vale bem a trabalheira.

                                                              Sara João

 

No outono, castanhas vou comer

Na fogueira, elas vão saltar

À volta dela, eu irei correr

E no fim, saborear.

                                                       Joana Ribeiro 

Castanhas, castanhinhas

São para mim e para ti

São tão boas e saborosas

Quando ficam tostadinhas.

                                                          Bianca

 

Eu gosto de castanhas

Boas e quentinhas

Gosto muito delas

Quando ficam coradinhas.

                                                        Angélica

A fogueira das castanhas

Eu vou querer saltar

Preciso de ter muito cuidado

Para não cair e me queimar.

                                                        Pedro Cruz

 

As castanhas no forno a entrar

Com o sal começam  a estalar

Quando chega a hora de comer

É só descascar e saborear.

                                                       João Araújo

 

As castanhas são vaidosas

Com aqueles casacos de morrer

São muito boas e deliciosas

Assadinhas, prontas para comer.

                                                                   Roberto

Castanhas boas e quentinhas

Eu vou pôr num saquinho

Cozidas  ou  bem  assadas

Serão  sempre adoradas.

                                                             Leonor

 

No magusto , castanhas vamos assar

E a  fogueira vamos saltar

Castanhas  boas vamos comer

Até a nossa barriga encher.

                                                                 Gustavo

 

Castanhas assadas

No forno ou no carvão

Eu quero é comê-las

Sou muito comilão.

                                                          Ivan

 

Turma do 4.º A, EB de Albergaria-a-Velha

Prof. Titular de Turma: Vítor Tavares

Pela turma do 3.º D, da EB de Albergaria-a-Velha.

S. Martinho

Querido S. Martinho,

Traz-nos um verãozinho,

Para comermos castanhas

Eos adultos provarem o vinho.

No dia de S. Martinho,

Há festa na minha escola

A fogueira vamos acender

E as castanhas vamos comer.

 

Carolina Ribeiro, 3ºD

da EB Albergaria-a-Velha

Prof.ª Titular de Turma: Isabel Maria Pinto

Magusto em Alquerubim.

IMG_1289.JPG

     No dia 11 de novembro, comemora-se o São Martinho. Para assinalar a data, os alunos do Centro Escolar de Alquerubim juntaram-se aos meninos da Associação de Solidariedade Social de Alquerubim e, juntos, fizeram um magusto.

  Depois de terem feito cartuchos com papel de jornal, puseram a caruma espalhada no chão para fazer uma fogueira.

     Lá, assaram as castanhas já cortadas e com sal.

  Depois de assadas, distribuíram as castanhas por todos os meninos. Para acompanhar beberam leite Mimosa com sabor a: morango, chocolate, estrelitas e baunilha.

     No final, saltaram a fogueira e brincaram todos juntos.

     Este foi um dia fantástico!

Alunos do 2º ano

Centro Escolar de Alquerubim

Profª Titular de Turma: Sofia Rodrigues Castanheira

Inspirados no poema “Aprender a estudar”, de José Carlos Ary dos Santos. Do CE de Angeja.

CEAng.jpg

Estudar também é repartir.

É saber ouvir,

Também sorrir

Estudar também é conviver

E nos jogos saber perder,

O que nos ajuda a crescer

Estudar é saber dar.

Ter prazer em ajudar,

Toda a gente que precisar.

E, assim, toda a gente

De ti se vai lembrar.

Filipa Pires de Melo

 

Para nos divertirmos a estudar,

Fingimos que estamos a jogar.

Mas não nos podemos esquecer,

Que estudar é repartir e saber dar.

Catarina Tavares Amorim

 

Estudar também é repartir

Também é saber dar.

É também dançar.

Gosto de dançar e ser livre.                         

Gosto de ser livre, gosto de cantar.

Francisca Morais

 

Estudar inclui aprender,

O que o mundo tem para ver:

Escrever e crescer,

Viver e sonhar.

Estudar também é saber dar!

Ler um livro não basta para estudar.

Estudar é também aprender a ser livre.

Rimar, falar, jogar,

É a melhor coisa que há.

Fabiana Rodrigues

 

Estudar não é só ler livros,

É também explorar o mundo.

É precioso aprender o mundo,

Para termos mais liberdade,

É precioso aprender a ler e a escrever.

Para sermos livres e podermos crescer.     

 Maria Malheiro

 

 

Para nos divertirmos a estudar,

Fingimos que estamos a jogar.

Mas não nos podemos esquecer

Que estudar é repartir e, também, saber dar.

Catarina Tavares Amorim

 

Estudar não é só ler livros,

É também aprender a ser livre.

É muito importante estudar.

É divertido ler livros.

É divertido crescer.

Jéssica Martins

 

Estudar também repartir.

Também é saber dar.

É aprender com os outros.

Estudar é ler livros de todos os tipos.

É também dar a nossa sabedoria.

E também aceitar,

O que os outros têm para nos ensinar  

Duarte Silva

     

 

Estudar é repartir

E, também, saber dar.

Estudar é bom para todos,

Não precisamos ser tolos.

Um livro é um filho

Um filho com letras

Mas se não estudarmos

Não poderemos olhá-las.

 

A estudar também se aprende.

E se estudar não me sinto doente.

Sinto-me bem a escrever e a ler

E se eu leio livros,

Com eles não me posso zangar.    

Marcos Pereira Neves

 

Estudar é repartir, é dar.

Sem estudar nada sabemos.

Se estudarmos, não somos tolos.

Inteligentes queremos ser.

Nuno Silva

 

Prof.ª Titular de Turma: Emília Marques

Turma 4.º Ano - Centro Escolar de Angeja

Vou ser uma grande poetisa!

Hoje vou tornar-me poetisa

Mas primeiro, vou comer pizza

Vou ser uma autora por completo

Mas primeiro vou aprender o alfabeto

Vou ver revistas para me inspirar

Vou ver cangurus a saltar

Vou inventar mais

Mas primeiro vou a casa dos meus pais

Vou ver televisão

Para ficar cheia de inspiração

Ainda não sei o nome do poema

Acho que tenho um problema

Vou dormir e amanhã vou escrever

Hoje só me apetece ler

Já sei qual vai ser o nome do poema

Vai chamar-se “ Um grande problema”

Sara Assis e Matilde Paiva - 4 º A,

da EB de Albergaria-a-Velha

Prof. Titular de Turma: Vítor Tavares

Os dois amigos. Pela turma do 4.º A, da EB de Albergaria.

    O pirilampo iluminou, com a sua luzinha, a folha e ajudou-a no seu voo atribulado. Adormeceram bem juntinhos. De manhã, a folha acordou, olhou para o pirilampo e perguntou:

      - Olá pirilampo! Tu não devias estar com aquela luzinha acesa?

      - Não, sabes porquê?

      - Não mas gostava de saber, senhor pirilampo.

     - Porque nós, pirilampos, quando estamos a dormir não acendemos a nossa luzinha que é para descansar mais facilmente.

     -Tu tens medos? É que eu tenho – disse a folhinha - o meu medo era cair da mamã. Parecia que o chão estava tão longe e parecia que ao cair, ia magoar-me.

     - Não te preocupes, eu também tenho medos. O meu maior medo é qualquer dia ficar sozinho. Para mim, é triste ficar sozinho e eu tenho medo.

    - Pirilampo, obrigada por me ajudares com o meu problema e me ajudares a sair da minha mamã. Sem ti, seria impossível descer daquela árvore. Tu ajudaste-me e eu agradeço-te muito.

      - De nada, minha nova amiga, agora somos amigos, não é?

      - Sim, agora somos os melhores amigos.

Então, passado algum tempo, o pirilampo disse:

      - Tenho de ir, estão a chamar-me. Feliz Ano Novo, minha amiga!

      - Igualmente! - disse a folhinha.

Daniela - 4º A,

EB de Albergaria-a-Velha

Prof. Titular de Turma: Vítor Tavares

Pág. 2/2

Mais sobre este Cais

Selo BloguesEDU

O Tempo para hoje

(clicar na imagem para outras previsões)

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D