Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

EB 1 da Cruz - Angeja.

Como era a escola

no tempo das pessoas

mais velhas do que nós?

Perguntámos aos nossos avós,

pais e até irmãos e pedimos

para escreverem.

Ainda não somos capazes de

escrever textos tão grandes,

mas havemos de lá chegar…

Prometemos!

A escola, no tempo da minha mãe, era um pouco parecida com a de hoje.

As únicas diferenças eram: em vez de almoçar no refeitório, ia almoçar a casa e não tinha aulas de apoio.                                                                                              

Fabiana

 

No tempo da minha mãe, ela ia a pé para a escola; só tinha aulas de manhã; almoçava em casa com os avós; eram muitos meninos.

                                                Francisca

 

O meu pai levava com a régua.

A minha avó ia descalça para a escola.                                                      

Gabriela

 

No tempo da minha irmã, jogava-se ao jogo da macaca e do pião nos intervalos. Existiam mais formas de se jogar do que agora. Agora os meninos querem é jogar "playstation" e computador.

Naquele tempo, as professoras podiam dar um puxão de orelhas aos meninos ou com a régua e repreendia-se. Agora os pais ficam “chateados”.

Havia uma disciplina mais rigorosa dentro da sala de aula. Ainda se lembra hoje daquela forma como aprendeu a ler e a escrever.                                                       

Daniel

 

No tempo da minha mãe a escola era fria. Tinha uma salamandra onde metiam lenha e o chão era de madeira (soalho).                      

Luís

 

A escola do meu pai era longe. Ia a pé. A estrada não tinha alcatrão.

A escola não tinha tijoleira, tinha soalho. Tinha uma lareira para os aquecer a todos.

Não tinha computadores.

A escola era muito bonita. Tinha muitas árvores no recreio.

Nessa altura, não tinha Inglês, só tinha Português e Matemática.

Na escola do meu pai não havia leite com chocolate, havia leite aquecido num tacho grande e bebiam por um copo plástico.                                                                       

 Íris

 

No tempo dos meus avós, a escola era muito diferente da de hoje. Muitos só faziam a 4ª classe e não tinham o material escolar como o de agora.

O funcionamento da escola de hoje é mais à base de computadores, de livros para poderem tirar dúvidas e muitos alunos já fazem até ao 12º ano, com menos dificuldades do que antigamente.

Agora há mais professores para cada disciplina e noutros tempos não.

Antigamente tinham de abandonar os estudos, porque tinham de ir trabalhar para ajudar. Hoje há mais posses de continuar com os estudos.                                       

Jéssica

 

 

A escola da minha avó: ia a pé para a escola; o horário era das 9:00h às 12:00h, com intervalo às 10:30h e das 13:00h às 18:00h com recreio das 15:30 às 16:00h; ia almoçar a casa; as meninas eram separadas dos meninos; no recreio havia um muro a separar os meninos das meninas para não se juntarem, se o fizessem eram castigados; havia um professor para os meninos e uma professora para as meninas.

A escola da minha mãe e do meu pai: iam a pé para a escola; tinham aulas das 8:00h às 13:00h e o intervalo era entre as 10:00h e as 11:00h; tinham várias atividades – pintura, recortes, educação física, trabalhos com plasticina, … estavam divididos em grupos de 4 elementos a que davam um nome. A escola tinha duas salas, um recreio coberto, outro ao ar livre e uma casa de banho para rapazes e outra para as raparigas. Tinha uma auxiliar para ajudar a professora. O meu pai usava uma bata azul e a minha mãe uma bata cor de rosa.                                                                                          

Filipa

 

EB1 da Cruz (Angeja - 1º ano)

Prof.ª Emília Marques

1 comentário

Comentar post

Mais sobre este Cais

Selo BloguesEDU

Visitas ao Cais

free counter

contador de visitas

O Tempo para hoje

(clicar na imagem para outras previsões)

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D