Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Da turma do 2.º B, da EB de Albergaria-a-Velha.

O meu mealheiro

     O menino Francisco está a por uma moeda no mealheiro da Maria. Mais tarde, lembra-se que está a chegar o dia do aniversário do pai.

    Decide com a Maria tirar as moedas do mealheiro, para verem quanto têm. Depois de contarem o dinheiro, vão a uma loja de roupa escolher o que vão oferecer ao pai.

     Na loja, escolhem uma gravata e umas meias. A gravata custava 2,00 euros e as meias 2,50 euros. Por isso, têm dinheiro suficiente para comprar as prendas.

   Embrulham as suas prendas, com muito cuidado, e esperam ansiosamente o dia do aniversário do pai.

   Quando chegou o grande dia, ofereceram os presentes, muitos contentes.

     O pai ficou muito surpreendido com os filhos e com os presentes. Afinal, eles tinham aprendido a lição. Tinham aprendido a poupar, moeda a moeda, para conseguirem reunir o suficiente para comprar bons presentes para ele.

     Aprendam vocês também a lição!

Diogo Martins de Pinho

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

 

Bexiga – o cão

     Era uma vez um cão chamado Bexiga.
    Um dia, o Bexiga andava a saltar por cima das poças de lama. Mas houve uma poça que era muito grande e o Bexiga não conseguiu saltar. Ficou todo sujo. Apareceu uma menina que preparou um banho para o Bexiga.
    Tinha uma bacia com água quente, um champô, um sabonete que cheirava a perfume e  uma toalha muito macia.
    Depois de ter tomado banho, ficou a brilhar e a menina meteu-lhe um laço ao pescoço!
    A menina perguntou aos pais se podia ficar com o Bexiga. Os pais disseram que sim.
    A menina ficou mesmo contente!

Dinis Rebelo Espadinha

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

O papagaio de papel

     Era uma vez um menino chamado Pedro. Um dia, quis fazer à mão um papagaio de papel. Mas não tinha folhas nem o material necessário. Foi então ter com a mãe e perguntou-lhe:

    - Podes comprar material para o meu papagaio? Sabes, preciso de folhas de várias cores, uma cana com 50 centímetros de comprimento, papel de seda colorido, um metro e meio de corda de algodão e um carreto com 100 metros de fio de "nylon" …

        A mãe do Pedro comprou tudo o que o filho lhe tinha pedido.

        O Pedro foi ter com outros dois amigos para fazerem um papagaio. Cada um ajudou a fazer uma coisa. Mas era o Pedro que tinha mais conhecimentos em fazer aqueles papagaios.

        Depois de prontos, os três amigos levaram o papagaio e foram para o campo ver onde podiam lançá-lo. Foi perto de umas árvores que ele voou. Estiveram toda a tarde a brincar uns com os outros. Felizes.

Gonçalo Miguel Martins Ferreira

da turma do 2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

  

Prof. Titular de Turma: José Manuel Alho 

Da turma do 2.º B, da EB de Albergaria-a-Velha.

Um dia, eu sonhei que…

     Sonhei que estava na escola e que o Professor nos deu uma ficha de Português para saber quem andava a estudar.

     Na véspera, o Professor também tinha pedido para estudarmos Estudo do Meio.

     A minha mãe levou-me à escola e deixou-me ao portão.

     Entrei com a Matilde na sala de aula. Na escola, brinquei com ela. Fizemos uma ficha de Estudo do Meio.

     À tarde, o professor desafiou-nos com problemas de Matemática.

     Quando o Professor nos disse que eram horas de sair, saí com o Sol e com a Érica. Lembro-me de ir na última carrinha, com a Lina.

     O lanche foi pão com chocolate iogurte. Só que eu comi maçã…

     Depois… acordei.

     Fiquei triste porque não soube que notas eu tinha tirado nas fichas…

Cristiana Silva

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

Amigos para sempre

     Era uma vez, uma formiga que estava a passear e a ver o rio. A formiga chegou-se muito perto e, sem querer, caiu ao rio. Gritou:

     - Ajuda! Ajuda!

    Foi então que um passarinho chamado Farriscas viu a formiga em apuros e logo disse: 
     - Vou já ajudar-te! Não te preocupes.

    O passarinho pegou num pau e recomendou:

    - Ó formiga, agarra este pau para que eu te possa tirar daí!
    A  formiga agradeceu ao pássaro, que disse: 
    - Não custou nada!
    A formiga virou-se para o pássaro e perguntou-lhe:
    - Queres ser meu amigo?
    - Sim, com muito gosto! – respondeu o pássaro.
    Um dia, estava o pássaro numa árvore a cantar e andava ali perto, quando um caçador o ouviu. Com a sua espingarda, fez pontaria para o amigo da formiga. Ela,  que estava li pertinho, e vendo o que se estava a passar, subiu a perna do caçador que ele até saltou de susto!

     E foi assim o caçador deixou cair a arma e que… pássaro se salvou!
     E foram bons amigos para sempre!


 
Lia de Almeida Peralta

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

 

A galinha

     Era uma vez uma galinha que estava no seu ninho a chocar os seus ovos.
     Esteve ali alguns dias até que sentiu um ovo a estalar.
    Passado pouco tempo, os restantes ovos também estalaram. A galinha, ao ver os seus três pintainhos tão amarelinhos que pareciam um sol radiante, começou a cacarejar e a bater as suas asas de tanta felicidade!
    Os pintainhos começaram a piar e a sair do seu ninho e foram conhecer a quinta onde a mãe galinha vivia. Enquanto passeavam, apareceu um gato muito brincalhão, que lhes achou muita graça ao ponto de querer brincar com eles. 
    Mas os pintainhos ficaram muito assustados porque pensaram que seria um monstro. A mãe galinha, vendo os filhotes muito assustados, tentou afastar o gato com bicadas . E conseguiu! O gato assustou-se e fugiu dali para fora!
    E assim a mãe galinha continuou o passeio pela quinta fora, com os seus pintainhos.

 

Matilde da Silva Carvalho

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

 

Prof. Titular de Turma: José Manuel Alho

 

Da turma do 2.º B, da EB de Albergaria-a-Velha.

Um dia na praia

 

     Um dia duas meninas foram à praia porque estava um lindo dia de sol. Logo que chegaram, puseram protetor solar e descansaram nas suas toalhas fofinhas.

     Como já estavam cansadas de estar ao sol, foram jogar à bola e estavam muito contentes na sua brincadeira.

     De repente, chatearam-se e uma disse para a outra:

     - Se queres brincar vai buscar a tua bola a casa!

     A outra menina respondeu-lhe:

     - Eu tenho a minha bola na mochila!

     Então, a menina que ficou com a bola, jogou futebol e voleibol. A que tinha a bola na mochila imaginou que a sua bola era um trampolim e tentou dar muitos saltos em cima dela.

     Foi aí que perceberam que brincar sozinhas não tinha piada e juntaram-se novamente.

    Foi uma boa tarde de brincadeira com as suas bolas e, quando já estavam muito cansadas, decidiram ir embora para as suas casas. Antes, deram um grande abraço e combinaram ir à praia no dia seguinte.

     Nunca mais se chatearam por causa das suas bolas!

Rodrigo Pinho Silva

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

Um dia no parque

     Fui passar um fim-de-semana a casa do meu amigo Afonso. Tivemos muitas aventuras, mas a que mais gostei foi de ir ao parque brincar. Andámos muitas vezes no baloiço e no escorrega ate ficarmos cansados. Depois fomos para a relva e jogámos ao berlinde.           Entretanto, o meu pai chegou e trouxe um belo lanche para nós. Estendemos a toalha na relva e ali fizemos um piquenique muito divertido.

Ficámos ali deitados a ouvir o meu pai contar histórias… e nem demos por falta dos nossos tablets e computadores!

     Eu aprendi uma grande lição que gostava de partilhar com todos os meus amigos: podemos descobrir outras coisas para além de estarmos fechados no quarto, a jogar computador. A natureza é um bom exemplo de como passar um belo dia.

       Fomos para casa mais felizes e mais contentes...

Mariana Nunes Henriques

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

A Capuchinho Vermelho

quer assar o

lobo bom para o jantar

       Era uma vez uma menina chamada Capuchinho Vermelho.

    A sua avozinha, D. Josefina, tinha um animal de estimação muito especial, um lobo! Mas este não era um lobo qualquer, era um lobo BOM!

    Certa noite, a Capuchinho acordou para ir caçar o lobo bom, que estava a dormir com a sua dona. Quando a Capuchinho bateu à porta, o lobo e a avozinha acordaram. Mas o lobo escondeu-se por baixo da cama… cheio de medo! A Capuchinho procurou o lobo por toda a casa, mas não o encontrou.

     Depois, a Capuchinho foi pedir a um caçador para a ajudar. O caçador respondeu que não a podia ajudar porque ela era má.

     O lobo saiu debaixo da cama. A avó Josefina ajudou o lobo e a Capuchinho ficou de castigo… para sempre!

Bianca Filipa Costa Silva

2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

 

 

Prof. Titular de Turma: José Manuel Alho

«O Paulo e o João, ao abrirem a caixa, viram ...»

A caixa mistério 

     Um dia, um grupo de amigos que andava a brincar encontrou uma caixa mistério.

     A menina chamava-se Margarida e os meninos chamavam-se João e Paulo.

     O que será que estará dentro da caixa? - perguntou o João.

     E a Margarida respondeu:

     - É melhor abrirmos para saber…

     O Paulo e o João, ao abrirem a caixa, viram uma árvore, fitas coloridas, bolas de várias cores e uma estrela.

     - Que fixe! Decorações de Natal! – dizia o João.

     - Podíamos decorar aqui a árvore. - sugeriu o Paulo.

     Então, a Margarida e o Paulo colocaram as fitas; o João as bolas e a estrela.

     A árvore ficou muito bonita, e ficaram todos muito contentes.

     Afinal, o mistério é que o Natal estava a chegar.

 

Catarina Rodrigues Figueiredo

da turma do 2.º B, da EB de Alb.-a-Velha

Prof. Titular da Turma: José Manuel Alho

Pág. 1/3

Mais sobre este Cais

Selo BloguesEDU

Visitas ao Cais

free counter

contador de visitas

O Tempo para hoje

(clicar na imagem para outras previsões)

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D