Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Blog "Cais da Escrita" regressará em breve...

Agradecimento

A concretização deste projeto não teria sido possível sem a colaboração, o estímulo e o empenho de diversas pessoas. Em consequência – e porque o blog "CAIS da ESCRITA" foi criado para, entre outros desideratos, promover o gosto pela leitura e pela escrita, divulgando trabalhos cuja natureza e conteúdo revelem evidências do trabalho de e com alunos - gostaríamos de expressar toda a nossa gratidão e apreço a todos aqueles que, direta ou indiretamente, contribuíram para que este empreendimento educativo se tornasse um espaço de referência. A todos queremos manifestar o nosso sincero agradecimento.

Os Professores dinamizadores,

Carla Sofia Araújo

José Manuel Alho

 

Conta Comigo Sempre

»Conta comigo sempre. Desde a sílaba inicial até à última gota de sangue. Venho do silêncio incerto do poema e sou, umas vezes constelação e outras vezes árvore, tantas vezes equilíbrio, outras tantas tempestade. A nossa memória é um mistério, recordo-me de uma música maravilhosa que nunca ouvi, na qual consigo distinguir com clareza as flautas, os violinos, o oboé.
O sonho é, e será sempre e apenas, dos vivos, dos que mastigam o pão amadurecido da dúvida e a carne deslumbrada das pupilas. Estou entre vazios e plenitudes, encho as mãos com uma fragilidade que é um pássaro sábio e distraído que se aninha no coração e se alimenta de amor, esse amor acima do desejo, bem acima do sofrimento.
Conta comigo sempre. Piso as mesmas pedras que tu pisas, ergo-me da face da mesma moeda em que te reconheço, contigo quero festejar dias antigos e os dias que hão-de vir, contigo repartirei também a minha fome mas, e sobretudo, repartirei até o que é indivisível. Tu sabes onde estou.
Sabes como me chamo. Estarei presente quando já mais ninguém estiver contigo, quando chegar a hora decisiva e não encontrares mais esperança, quando a tua antiga coragem vacilar. Caminharei a teu lado. Haverá, decerto, algumas flores derrubadas, mas haverá igualmente um sol limpo que interrogará as tuas mãos e que te ajudará a encontrar, entre as respostas possíveis, as mais humildes, quero eu dizer, as mais sábias e as mais livres.
Conta comigo. Sempre.»

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

Cores, cores, cores ... as do mundo e as do meu coração!

 

As Cores

 

As cores do arco-íris,

São as cores do meu coração,

Eu gosto do amarelo,

Porque é como um pinto,

Que pego na minha mão.

 

Eu gosto do azul,

Porque reflete no mar,

E gosto do vermelho que me faz corar,

E do verde onde posso brincar.

 

O castanho pode ser um tronco,

Castanho é a terra,

Castanho é esquilo,

Que come a castanha.


O laranja é um fruto,

Que me refresca no Verão,

Quando o dia está cinzento,

Só o rosa me alegra o coração!

 

                                                                                

                                                          Ana Beatriz Correia, 5º F

Momentos de Poesia - Turma 5º F

 

 

 

 

A Vida

 

A nossa vida roda

Como uma bicicleta

Como um carro

E quando a roda se fura

É a vida a morrer.

 

Ana Miguel 5º F

 

 

 

 

 

 

Esperança

 

Cada momento da nossa vida

É uma pétala de uma flor

Quando uma cai

Novas nascem

desânimos, há alegrias

Mas buscamos o amor.

 

Ana Miguel  Pinho - 5º F

 

 

 

 

 

As Cores da Minha Vida

 

O meu nome é Íris

A minha vida é como um arcoíris

Eu sou brilhante

Como um sol andante

 

Com este brilho

Tenho o amarelo do milho

Com o roxo

Sinto-me como um mocho

 

Vermelho é o meu coração

Com que eu pego na mão

Azul é o mar

É como o meu ar.

 

 

 

 

Séfora  Moreira, 5º F

A AMIZADE é um poema doce e colorido...

 

 

 

 

AMIZADE

 

 

 

A amizade é com uma flor,

Primeiro semeia-se e cuida-se,

Depois dá-se carinho e amor,

E só depois se vê a flor.

 

 

Para haver amizade,

Tem de se falar a verdade,

Tem de haver sinceridade,

Mas acima de tudo lealdade!

 

 

Muita gente não quer saber,

Por muito que queira fazer,

A amizade não se compra,

Porque não é de vender.

 

 

A amizade não é preta,

Nem é branca,

Não é de nenhuma cor,

É como uma borboleta

Onde só entra amor!

                                                                                                                         Beatriz Correia  5ºF

 

 

 

 

 

Amigos para sempre são

Muito importante para nós.

Invejável como ficas ao brilho do sol!

Zangada, não gosto de te ver!

A nossa amizade é firme,

Diamante imortal,

Encantadora e nunca parcial

                                            

  Filipa Tavares 5º F

Mais sobre este Cais

foto do autor

Selo BloguesEDU

Visitas ao Cais

free counter

contador de visitas

O Tempo para hoje

(clicar na imagem para outras previsões)

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D