Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Cais da Escrita

Blog destinado à publicação de trabalhos dos alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha visando promover o gosto pela leitura e pela escrita. Que os alunos escrevam por prazer, com criatividade e imaginação. Desde 25 de outubro de 2011.

Ulisses, rei de Ítaca, vive mais uma aventura ...

 

 

A Nova Aventura de Ulisses

 

     Ulisses, depois da grande aventura que tinha tido, decidiu nunca mais ir para guerras, mas estava enganado, porquê? Vamos descobrir…

     Uns dias depois da sua última aventura, um mensageiro apresentou-se e disse-lhe:

     - Meu rei! Venho apresentar uma carta do reino dos Feácios, do rei Alcino e da rainha Arete!

     Ulisses respondeu:

     -Entregue-a mensageiro.

     O mensageiro assim o fez, a carta dizia:

 

 

     «Ulisses, os meus marinheiros dizem que chegaste à tua terra são e salvo, pois venho-o convidar e à sua família, para vir ao aniversário de minha esposa.»

     Com os melhores cumprimentos, Rei Alcino”.

 

 

    Ulisses aceitou. No dia seguinte, pediu aos marinheiros que o levassem. Os marinheiros concordaram.

     Durante a viagem para a ilha dos Feácios, Ulisses, a sua família e os seus companheiros tiveram de navegar por correntes fortes.

     Quando chegaram à ilha dos Feácios ofereceram um presente à rainha Arete, que agradeceu.

     Depois da festa, durante a viagem de volta para Ítaca, avistaram um dragão de seis cabeças…    Ulisses notou que a sua família e amigos estavam em perigo, portanto, todos se esconderam na parte baixa do navio, silenciosos e quietos.

     O dragão, ao observar lá do alto o barco e pensou:

    - O que estará um navio a fazer aqui? Provavelmente é um naufrágio.

    Então, foi-se embora. Os gregos ficaram aliviados e quando voltaram a Ítaca, Ulisses disse:

    - Tenho que estar mais informado sobre os navios e locais por onde viajo!

    Todos concordaram com ele, mas estavam todos bem, isso é que interessa!

 

 

    Pedro Magalhães e Silva

6ºB

 

 

 

Da Turma 1/2C, da EB de Albergaria-a-Velha

Uma tarde no circo

     No dia 12 de fevereiro, fui ao circo com a minha melhor amiga, chamada Cátia, e com a mãe dela.
     Vimos uma égua castanha e preta, um dromedário e um burro que não queria correr; só queria estar deitado no chão. Quando duas cabritinhas vieram ter connosco, demos metade de uma bolacha a uma delas.
     No intervalo do circo, comemos pipocas e bebemos água. Também andámos no pónei. Primeiro andou a Cátia e só depois andei eu.
     No final, fomos a pé para casa da minha avó Agripina.
     Foi divertido ir ao circo!

Letícia Bandeira

(Texto melhorado com ajuda dos

colegas do grupo de 1.º ano)
Turma 1/2C,
da EB de Albergaria-a-Velha

Um grande susto

     Um dia, três amigos chamados Hugo, Esmeralda e Daniela, foram à praia.
     O Hugo atirou-se ao mar, mas não sabia nadar. Ele ficou muito aflito, porque se ia afogando.
     Felizmente, a Esmeralda viu e atirou-se ao mar para salvar o Hugo.
     − Que grande susto nos pregaste! – concordaram as duas amigas muito preocupadas.
     − Obrigado Esmeralda por me teres salvado. – agradeceu o Hugo a tremer de frio.
     − Toma lá esta toalha, Hugo, para te cobrires. – disse a Daniela.
     Depois do Hugo se sentir melhor, os três companheiros foram até ao bar da praia. O Hugo bebeu um chá quentinho de limão para ficar mais calmo e as duas meninas comeram um gelado com sabor a "Coca-Cola". 
     Ao fim da tarde, regressaram a casa felizes e contentes.

Hugo Esteves, Esmeralda Silva e Daniela Tavares
(Texto melhorado com

ajuda dos colegas de 2.º ano)
Prof.ª da Turma: Manuela  Perestrelo

OFICINA de ESCRITA - Língua Portuguesa 6º ano

 

Leonardo, o Felizardo

 

 

       O mês de agosto já ia avançado, mas houve um dia que marcou para sempre a vida de Leonardo.

     Leonardo, era um rapaz que não tinha nada, vivia num casebre que mais parecia uma barraca, era o mais velho de 3 irmãos, a mãe sofria de paralisia dos membros inferiores e o pai estava numa prisão de alta segurança. Leonardo que sofreu imenso ao longo da sua vida, tornou-se feliz num dia de agosto.

     Naquele dia, não havia distribuição de alimentos e já não havia mais restos para comer, Leonardo foi pescar. Pegou na cana que tinha feito com um pau e com uma linha e caminhou até a um lago.

     Quando chegou ao lago, Leonardo viu o rapaz mais rico da pequena escola que frequentava. Leonardo evitava-o ao máximo para não ser gozado pelo facto de andar sempre descalço.

      — Olha o Leonardo, sem Calçado — disse o rapaz com ar de trocista.

      Enquanto estava a ser gozado pelo rapaz, Leonardo sentiu a cana dobrar e puxou-a. Depois de muito esforço conseguiu ver o que tinha pescado - uma bota. Leonardo fitava a bota boquiaberto e com os olhos esbugalhados, enquanto o outro rapaz se desmanchava a rir.

      Enquanto se ria o rapaz reparou que a cana também estava a dobrar, puxou-a e viu que tinha pescado uma grande dourada.

      Leonardo sentiu, novamente, a cana a dobrar. Todo esperançoso, puxou a cana à espera de ter pescado um peixe e saiu outra bota.

      O outro rapaz voltou a rir enquanto Leonardo fitava a bota…Até que reparou que era igual à que tinha pescado. Calçou as botas de borracha amarela que lhe serviam perfeitamente. Com um sorriso de orelha a orelha foi-se embora enquanto o rapazola o mirava.

      Leonardo sentia-se super feliz.

 

Diogo Malheiro,6B, n.º9

 

 

"O desporto é uma atividade que se pratica para ficar em forma e com boa disposição."

 

O Meu Desporto Favorito

 

 

      O desporto é uma atividade que se pratica para ficar em forma e com boa disposição.

     Desde muito novo que sou muito ativo e gosto de praticar desporto.

     Eu já fiz muita coisa, desde o karate até à natação. Sempre gostei de andar de prancha de street surfing, fazer escaladas, body board (no tempo da praia), andar de bicicleta, jogar à bola e ultimamente, pratico muita natação no rio.

     Normalmente, nas férias e fins de semana, eu, os meus pais e os meus irmãos vamos fazer piqueniques à beira rio e em quase todos eles temos uma aventura divertida, porque os meus pais decidem ir visitar locais desconhecidos. Gostam de ir ao Google Earth e procurar lugares frescos para passarmos o dia e ficarmos a conhecer melhor a nossa região. Alguns desses sítios são difíceis de encontrar e às vezes temos de escalar e andar no meio do mato. Nesses passeios, acabamos sempre cansados e com os pés molhados, mas o melhor de tudo é que podemos praticar desporto, principalmente natação e por isso, divertimo-nos muito. Gosto de nadar em rios porque foi onde aprendi a nadar, e gosto da sensação de mergulhar e de flutuar.

    Às vezes, jogo futebol com os meus colegas, porque no tempo livre não fazem outra coisa.

    O desporto é importante porque nos mantém em forma e acho que todos deviam praticar nem que seja dança.

 

 

Gonçalo Bárrios, 6º B

Se existissem dragões como seriam? Como ocupariam o seu tempo? Onde morariam? Basta libertar a imaginação.

 

 

Os Dois Dragões

 

 

      Era uma vez dois dragões, um chamado Jura e o outro Flor.

      Eles viviam num grande lago chamado Diamante e adoravam tomar banho nesse lago.

      No Lago Diamante, Flor e Jura brincavam juntos a muitos jogos mas o que eles gostavam mais era o jogo das apanhadas.

      Um dia, estiveram a jogar às apanhadas debaixo de água.

      A Flor, quando estava a jogar, bateu de frente numa pedra, mas não era uma pedra qualquer, era um diamante.

     O Jura foi ver o que se tinha passado e viu Flor com uma pedra, um diamante nas patas.Jura perguntou-lhe o que era aquilo.

     Flor respondeu-lhe que era um belo diamante.

     Jura nem ouviu, tinha reparado em algo, ao seu olhar nada escapava. Olhou, olhou, olhou para todos os lados e encontrou uma gruta. Chamou a Flor para irem ver o local.

     Entraram os dois. Lá dentro encontraram todo o espaço cheio de diamantes. A gruta estava abandonada.

     A Flor e Jura deram-lhe o nome de Gruta Diamante e lembraram-se que aquele local poderia ser a sua casa.

     O nome dado à gruta foi aquele porque a encontraram no Lago Diamante e estava recheada de lindíssimos diamantes.

     Construíram uma porta para ninguém entrar.

     Após aquele dia, a Gruta Diamante passou a ser a casa de Flor e Jura.

     Ficaram muito contentes por terem encontrado aquela gruta para morarem.

 

Daniela Silva 5º C

 

 

"Uma imagem vale mais que mil palavras". Mas a imagem pode adquirir outra dimensão na companhia das palavras...

 


                                                  (Imagem retirada do manual P5 - Texto editora)

 

 

Retrato

 

 

     Numa tarde de verão, cinco meninos estão na rua a brincar, junto de um prédio. Este  destaca-se por ser velho e a sua cor de vinho torna-o ainda mais antigo.

    Os meninos gostavam muito de brincar naquela rua, porque viam o seu prédio favorito. Era o mais velho da rua!

    Quando o Luís estava a fazer o rolamento à frente, o Pedro dizia que ele parecia uma ponte.

    O Gonçalo, que estava de patins, não sabia muito bem andar. Só pensava que podia cair e, se caísse para cima do Luís…, era um grande problema! A sua cara linda ia estragar-se, como ele dizia. Estava muito preocupado.

    O Gonçalo era muito convencido. Tinha olhos verdes, pestanas e sobrancelhas finas, cabelo loiro e curto e ainda um sorriso aberto. Na mão direita suporta um enorme ramo de flores. A quem irá oferecê-las?

    O Luís tinha olhos castanhos, pestanas e sobrancelhas grossas, cabelo preto e curto. O seu sorriso era contagiante. O Pedro tinha olhos castanhos, pestanas e sobrancelhas grossas, cabelo preto e curto. O seu sorriso era alegre.

    Como já deu para perceber, o Luís e o Pedro são gémeos, portanto são iguais. Mas há uma diferença! O sorriso do Luís é contagiante e o do Pedro é alegre. É a única diferença entre eles.

    Mais tarde, chegaram o Tiago e o Mauro. Os que chegavam sempre atrasados. O Tiago tinha olhos castanhos, pestanas e sobrancelhas finas, cabelo castanho e curto. Era muito brincalhão.

    O Mauro tinha olhos pretos, pestanas e sobrancelhas finas, cabelo castanho e curto. Era um bocadinho tímido.

    Todos usam calções bem curtos e largos, mostrando uma moda bem distante da nossa.

    Os cinco amigos brincaram a tarde toda e gostaram muito. Uns de patins, outros a fazer rolamentos… Foi divertido. Mas não regressaram às suas casas sem antes combinarem outros divertimentos para o dia seguinte.

 

                                                                                                            Ana Rita Santos -5º F

Mais sobre este Cais

foto do autor

Selo BloguesEDU

Visitas ao Cais

free counter

contador de visitas

O Tempo para hoje

(clicar na imagem para outras previsões)

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D